sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Vaidade


A vaidade está na “lista dos pecados” em nossa cultura, e o cristianismo foi o propulsor para isso, a palavra “vaidade” no sentido bíblico tem haver com “vazio”, e geralmente é usada em um contexto onde uma pessoa se encontra em uma vida “sem Deus” e por isso “vaidosa”, ou para ser claro, uma vida desprovida de significado e por isso “vazia”, já no Brasil o sentido literal da palavra “vaidade” é “orgulho”, mas popularmente se tornou conhecida como uma palavra que expressa o cuidado que se tem por si mesmo, ao ato de gostar de se vestir bem e usar jóias, e pela razão de que não é porque uma pessoa gosta de si “cuidar” que ela é “arrogante”, a palavra vaidade perdeu o seu significado literal de “orgulho”, mesmo que alguns objetem é digam que geralmente as pessoas muito ligadas ao cuidado de si mesmas tornam-se arrogante, a questão não está no cuidado em si, mas no exagero em si cuidar, um exemplo é que uma pessoa rica pode se tornar arrogante, mas em si não quer dizer que ser rico é ser orgulhoso, então se a palavra vaidade não tem o mesmo significado com a palavra da bíblia, e também se ela em nada tem haver com o orgulho, porque é considerada pela religião como algo ligado ao pecado? A resposta é que a igreja é quem criou isso, este é só um dos afastamentos que o “cristianismo” teve da própria vida, toda está confusão vem do fato do cristianismo ter pregado que as coisas físicas fazem parte do “mal” e que só as coisas do “espírito” são boas, é por isto que nasceram as teologias de que o sexo é o “pecado original”, que transar é só para ter filhos, e não para ter prazer, entre vários outros exageros, é infelizmente a religião fez Deus ser visto com maus olhos, mas uma coisa é certa, esses ensinamentos “cristãos” não fazem parte dos ensinamentos bíblicos, pois a própria cultura judaica (Jesus era judeu) em nada atribuiu o pecado a “beleza” ou ao ato de gostar de si cuidar, tanto é verdade que no A.T. a vários exemplos de Deus usando metáforas de jóias para mostrar o amor que tinha pelos judeus.

Um comentário:

portno_san disse...

E ai Well, legal essa comparação que vc fez viu, hj entrei com mais calma aqui e dei uma lida, gostei muito desse seu texto, da forma como vc falou da vaidade, muito bacana.

Grande abraço.

Valmir Santos