domingo, 26 de outubro de 2008

Jesus















Ele é o cara, esse seria um bom “titulo” para dar a Jesus, embora ele mesmo não gostasse de “títulos”, Jesus é o divisor da historia humana, nenhum homem é tão conhecido e respeitado no mundo todo como ele, mais tudo isso não é tão difícil de entender, quem lê os evangelhos sem preconceitos já percebe logo de inicio que um homem como nenhum outro passou por essa terra, uma pessoa que sua maior oposição vinha dos “religiosos”, que não ligava para o que os outros pensavam, quebrava “tabus” culturais e ainda tinha uma “espiritualidade” sincera e jamais vista, vivia cercado de pessoas de má reputação e gostava de festas, outra coisa que chamava a atenção de todos eram suas expressões “o filho do homem é senhor do sábado” os religiosos já ficavam irados, só Deus pode dizer isso indagavam, é verdadeiramente Jesus vira e mexe deixava claro que era o filho de Deus e com isso que era o próprio Deus, mais o que mais impressiona em tudo isso é se Jesus fosse realmente quem ele dizia ser, Deus parecia mais com um “mundano” do que com um “religioso” ah pensaram os religiosos, isso não pode ser verdade! A religião vai perder o controle se acreditar em uma coisa dessas! Imagine agora que prendemos Deus em uma gaiola vem um “cara” querendo o libertar, esse homem tem que ser morto! Mas Jesus não parou só por ai, outra coisa que deixava os religiosos “putos” da vida é que ele não se importava com o “poder” humano, e justo quando os judeus estavam procurando um líder político que os libertasse do domínio de Roma, ah já pensaram os advogados do diabo de novo, esse Jesus tem que ser morto mesmo! Ele não serve pra nada! E conhecemos a historia e sabemos como tudo foi acabar, mais a boa nova é que Jesus não ficou preso aos grilhões da morte! Ele é o “cara” até nisso.

Nenhum comentário: