sábado, 25 de outubro de 2008

Evangélicos

Já fui evangélico e embora seja nesse período de minha vida que vim a ter fé em Jesus foi nesse período também que vivi dias de desespero e ufanismo, o fanatismo que pode ser gerado para os que realmente crêem no que essa tal mensagem “evangélica” proclama não esta escrito, eu que vivi isso sou uma prova viva, as pregações que focalizam a “benção” e não a Jesus são as principais marcas desse “evangelho estranho”, mais para quem já começou desde jovem na fé não tem só essas conseqüências “negativas”, as mensagens de que temos de nos afastar do “mundo", que as musicas seculares e as bebidas são do demônio, e que ir em “balada” não é coisa de crente, e muitas outras caretiçes que já estamos bem familiarizados fazem parte do ar "gospel" que eles passam, isso sufoca os jovens! Ficam desesperados! Querem se divertir mais Deus é um chato! Ah que pena que a religião faça os outros pensarem assim de Deus, mais a grande “boa nova” para os que não acreditam nessas bobeiras é que Jesus bebia, e ia para as “baladas” dos publicanos e pecadores, esse Jesus não ligava para a “reputação” mais sim para aquilo que ele sabia que era como homem! Então para todos que não querem esse Deus “Chato” Jesus está de braços abertos para quem quiser vir e beber das suas águas! Que só trazem vida e não religiosidade!

Um comentário:

Cezar Santos disse...

Acredito q a fé é o que importa independente de qualquer religião,
Deus está dentro de nós e se estivermos de bem cm nós mesmo, certamente sentiremos sua presença.
Muito bem escrito wellinston.Parabéns!!!